Uma ambulância que havia sumido na última segunda-feira (04) com uma idosa, o motorista, um enfermeiro e um médico foi encontrada em uma estrada vicinal nesta quarta-feira (06).

A paciente que estava em estado gravíssimo em decorrência da Covid-19 sobreviveu e segue internada na UTI.

Segundo informações, a equipe tentou cortar caminho por uma estrada de chão, porém chovia muito na região e a ambulância acabou ficando atolada. Como é uma região rural, demorou 23 horas até que moradores da região passassem pelo local onde a ambulância estava e conseguissem resgatá-los. Além de tudo, não havia sinal de celular nem de rádio no local onde atolaram.

Todos os ocupantes da ambulância apesar da sede e fome por quase 24h ficaram bem. O médico manteve a idosa no oxigênio e medicada durante todo o tempo.

Entenda o caso

Uma ambulância semi UTI desapareceu com uma idosa de 72 anos, o motorista, um enfermeiro e um médico. A viatura saiu as 23h33 desta segunda-feira (4) do Hospital Municipal Santa Luzia, na cidade de Aral Moreira em Mato Grosso do Sul, com destino a Naviraí.

O trajeto para percorrer o caminho dura no máximo três horas, mas o veículo não chegou ao seu destino.

Uma força tarefa foi montada na manhã desta terça-feira (5), com equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Civil, Rodoviária e helicóptero para tentar localizar a viatura e os ocupantes. A polícia trabalhava com hipóteses de acidente e de sequestro.

Durante as buscas, um veículo da prefeitura acabou capotando na BR-163 deixando dois homens feridos.

A paciente identificada por Izete Salgueiro, 72 anos, está com Covid-19 e estava sendo transferida com urgência para uma vaga em UTI.

No momento do translado, chovia muito na região.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui