(Foto: Google Street View)

Na manhã deste sábado (21), nossa equipe recebeu uma denúncia que enfermeiras não estavam recebendo máscaras para trabalhar no Hospital do Rocio em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba.

O denunciante ainda afirmava que havia acontecido um furto e máscaras foram levadas do hospital.

Em nota o Hospital do Rocio informou que, infelizmente, na última semana foi constatado o furto de máscaras e foi necessária a adoção de medidas de maior controle, de modo a preservar o estoque para o momento mais crítico do combate ao COVID-19 que se aproxima.

Uma sindicância interna já está em andamento para identificação dos responsáveis pelos furtos de máscaras e todas as medidas jurídicas cíveis, sobretudo criminais, serão adotadas.

O Hospital do Rocio reforça que adota rigorosamente os padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o fornecimento e utilização de EPIs (máscaras, avental, luvas, óculos de proteção, etc.), tanto para pacientes como para profissionais da saúde.

Todos os médicos e demais profissionais do Hospital que, pelos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde e OMS, necessitam de máscaras e demais EPIs estão tendo regularmente acesso aos mesmos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui