Quer saber como funciona? É possível cadastrar seu amigo de quatro patas em um banco de sangue virtual voltado apenas para caninos e felinos

Entre o pedido e a doação não se passou nem uma hora. Quando soube que um cãozinho precisava de ajuda, a advogada Ana Munhoz da Rocha levou seu cão Gaspar imediatamente ao hospital veterinário solicitante. O ato de solidariedade foi dele, mas a tutora revelou que “ficou emocionada logo após o procedimento”. Foi a primeira vez de Gaspar e depois que passar o resguardo de 3 meses entre uma doação e outra, ele estará pronto para ajudar o próximo amigo.

Gaspar e outras dezenas de cães são cadastrados em um banco de sangue virtual, que é acionado toda vez que um amigo de quatro patas precisa. Nele não há estoque de bolsas, quando a clínica solicita, uma lista é acionada e o doador que estiver apto e disponível já é direcionado para o procedimento. O sangue retirado na hora preserva as características e é ainda melhor para o receptor.

Nero é um desses cães e como tem um tamanho maior que a média, conseguiu doar até duas bolsas para um paciente grande. O cálculo é feito de acordo com o peso do animal, sem arriscar a saúde do doador. Além disso, é um cão jovem, tem 4 anos, com a saúde em dia, o que ajudou bastante para que o paciente idoso que recebeu o sangue se recuperasse mais rápido.

É assim que o banco de sangue tem sido essencial para reduzir também os custos do tutor que enfrenta a emergência, já que em estoques tradicionais, uma bolsa custa em média R$600,00, valor esse que é cobrado além de todos os procedimentos veterinários. É uma ação solidária, que não gera custos além dos gerados pela coleta.

Como funciona para o doador?

O banco de sangue virtual aceita cães e gatos que atendam aos critérios mínimos estipulados pelos veterinários:

  • Estar bem de saúde;
  • Ser castrado e dócil;
  • Ter pelo menos 25 quilos de peso corporal (cães) e 8 quilos (gatos);
  • Ter idade entre 1 e 7 anos.

Ao chegar para a doação, o cão ou gato é submetido a um exame prévio de sangue, que vai comprovar que não está doente e que há compatibilidade para a doação.

Por enquanto, o banco está cadastrando somente cães e gatos com tutores residentes em Curitiba e região metropolitana.

O link para o formulário de cadastro é: https://forms.gle/rtVe7fBDhALqqjhk7

As clínicas que desejam acionar o banco podem entrar em contato diretamente com a Goldenlícia, que administra os cadastros.

O contato é: https://www.instagram.com/goldenliciabr

Gostou da iniciativa? Compartilhe essa notícia para que mais tutores fiquem sabendo da existência da ação solidária.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui