Uma abordagem policial do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) no âmbito da Operação Vida resultou na maior apreensão de maconha deste ano, na área que compreende Curitiba e Região Metropolitana de Curitiba, nesta sexta-feira (12). Os policiais militares abordaram um caminhão com 985 quilos de maconha no quilômetro 05 da Rodovia da Uva, no município de Colombo (PR). O reforço de policiais militares rodoviários em todo o estado é para a fiscalização de trânsito, com foco no combate ao tráfico de drogas e de armas, crimes ligados diretamente aos homicídios.

O Comandante do BPRv, tenente-coronel Wellenton Joserli Selmer, destaca que a apreensão é a maior até agora na região de Curitiba. “Dificilmente uma quantidade tão significativa de maconha é encontrada na Região de Curitiba. As maiores apreensões de drogas são mais comuns na região Oeste do estado. Por isso, a ação de hoje é fruto do direcionamento de policiamento que o batalhão faz com a Operação Vida. Estamos com reforço em todo o estado, principalmente nas rodovias estaduais da região da Capital, não só com fiscalização de trânsito, mas também atuamos na apreensão de drogas e armas para combater os crimes transversais, aqueles homicídios ligados ao tráfico de drogas e, com isso, baixar o número de mortes violentas”, explicou.

Segundo o oficial da Seção de Planejamento do BPRv, capitão Eduardo Augusto Andriola, que participou da ocorrência, a equipe policial fazia uma operação na PR 417 (Rodovia da Uva) e anunciou a abordagem a um caminhão Agrale com placas de Santa Catarina que seguia sentido Colombo (PR). “O condutor parou o veículo e começamos a fiscalização, mas ele demonstrava bastante nervosismo, então fizemos uma busca mais apurada. Assim, encontramos a droga dentro do compartimento da cabine e a outra parte em cima da caçamba, enrolado numa lona. Ao todo, havia 54 volumes que pesam 985 quilos”, disse.

Ainda segundo o capitão, o motorista acabou confessando que tinha pego a droga em Curitiba e a entrega seria para um terceiro, que o abordaria na rodovia. “Segundo o homem, ele receberia R$ 5 mil para fazer o transporte”, complementou o capitão. A droga e o homem foram entregues na Delegacia de Polícia do Alto Maracanã para dar continuidade aos procedimentos e, também, a investigação por parte da Polícia Civil para descobrir quem forneceu a droga e se há mais pessoas envolvidas no tráfico.

“O homem preso é morador de Ponta Grossa porém, vamos verificar com mais precisão essa informação para ter certeza. Estamos apurando também se ele já tinha passagens por outros crimes e como ele obteve essa quantidade de droga”, completou o capitão Andriola.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui