(Foto: Fernando Smak/Divulgação)

Criada pela chef Renatta Ferian e inspirada em receita do Rei do Rock, torta combina dois sabores inusitados e resulta em uma iguaria que chama atenção no visual e no paladar

Ninguém duvida da criatividade do brasileiro, especialmente quando o assunto é gastronomia. Diariamente conhecemos combinações de sabores que, inicialmente, causam estranheza, mas que por muita vezes acabam gerando curiosidade e até caindo no gosto das pessoas. Agora, existe um novo candidato para conquistar o paladar de quem gosta de experimentar a mistura de um doce muito famoso com um salgado adorado de forma quase unânime: o que acha de uma Banoffi com Bacon, ou melhor, uma Baconoffi?

Essa é a invenção mais recente da confeiteira Renatta Ferian, que comanda a doceria Banoffi em Curitiba. Conhecida por ser a precursora em popularizar o doce inglês na capital paranaense no início dos anos 2000, a chef patisserie desenvolveu a receita usando como base um dos pratos favoritos do cantor Elvis Presley. “O Rei do Rock adorava preparar um sanduíche com pasta de amendoim, banana e bacon. Quando fiquei sabendo da história, foi inevitável pensar em uma receita para homenageá-lo usando com base da Banoffi”, explica Renata.

Segundo ela, foram necessárias fazer algumas adaptações para garantir que os sabores tivessem uma combinação adequada. “Para a base da massa, usamos amendoim. Além disso, finalizamos com caramelo salgado. Essas alterações permitiram uma harmonização melhor dos ingredientes da Banoffi com o sabor defumado e salgado do bacon”, explica a cozinheira.

 

Renatta explica ainda que antes de lançar a Baconoffi, pediu a opinião de pessoas próximas sobre a combinação e foi fazendo ajustes até chegar ao resultado ideal. “Como é uma combinação improvável, foram vários testes até chegar ao resultado ideal. Mas posso dizer que foi uma missão deliciosa chegar ao melhor sabor”, explica a confeiteira. De acordo com ela, a torta pode ser consumida na própria confeitaria ou em casa, pedindo pelo site (banoffi.com.br) ou retirando na loja. É possível comprar apenas a fatia (R$ 14) ou a torta inteira (R$ 105).

Infelizmente, apenas quem estiver em Curitiba poderá experimentar a iguaria, por um tempo limitado. “Por questões logísticas e para preservar o frescor do produto, não conseguimos para outras cidades ou estados”, explica Renatta. Mas a confeiteira afirma que, se a torta fizer sucesso, nada impede que a Baconoffi passe a fazer parte do cardápio de maneira vitalícia. “Tudo vai depender da aceitação. Se muita gente começar a pedir, podemos até avaliar alguma maneira de disponibilizar a torta em outras localidades do Brasil”, destaca a doceira.

SOBRE A CHEF RENATTA FERIAN

Atualmente, pedir por uma Banoffi em Curitiba é algo normal, corriqueiro de muitos amantes da sobremesa inglesa. Mas há 18 anos, isso era muito diferente. Pouquíssimos curitibanos conheciam a torta de nome extravagante. Coube à chef confeiteira Renatta Ferian o desafio de popularizar o doce à época na capital paranaense.

Depois de ter conhecido a receita original no período em que trabalhou em um restaurante de Londres, a cozinheira passou a produzir a Banoffi na cidade e batizou inclusive a sua confeitaria com o mesmo nome da torta. Em 2002, conquistou o seu primeiro ponto de venda: o tradicional restaurante curitibano Beto Batata. Depois disso, só sucesso: foram vários prêmios recebidos, como o de Melhor Doceria pela revista Veja Comer & Beber e o de Melhor Sabor Popular de Curitiba, pelo Prêmio Bom Gourmet.

Hoje, com uma unidade física localizada ao lado da Cantina do Délio, a doceria é reconhecida como um dos principais endereços curitibanos para quem gosta de um doce autêntico e original. “Eu ainda faço questão de assinar cada fatia ou cada banoffi inteira que sai da minha cozinha, afinal a história da Banoffi é também a história da nossa família. O Délio (dono da cantina e marido da Renata) sempre fez o prato principal e eu a sobremesa, dinâmica que temos hoje mais do que nunca. Ficamos muito felizes em saber que hoje esse é um doce tão querido pelos curitibanos”, afirma a chef Renatta.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui