Foto: Pixabay

O proprietário do veículo que levou a multa tem direito a apresentar o condutor responsável pela infração ainda que fora do prazo, pois a norma do Código de Trânsito Brasileiro é meramente administrativa, ou seja, não impede que a pessoa procure o Poder Judiciário para apresentar o condutor.

Com esse entendimento, a 1ª Seção do Superior Tribunal de Justiça deu provimento ao pedido de uniformização de interpretação de lei (PUIL) no âmbito das turmas recursais dos juizados especiais da Fazenda Pública.

A ação foi ajuizada pelo proprietário de um veículo que perdeu o prazo para transferir a pontuação imposta por multa para a carteira de habilitação do condutor, no momento da infração. Segundo o CTB, esse prazo é de 30 dias, contado da notificação da autuação.

Decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo entendeu que, perdido o prazo, não é permitido entrar com ação judicial para apresentar condutor – o que motivou a interposição de novo recurso, desta vez perante o STJ.

O Relator – ministro Francisco Falcão – afirmou que a jurisprudência pacífica do STJ permite a ação para discutir a apresentação do condutor responsável pela infração. Fonte: Consultor Jurídico.

A decisão pacifica uma situação que na prática já vinha sendo adotada por muitos tribunais, mas que em outros a lei não era cumprida, prejudicando o condutor que, por diversos motivos, não consegue identificar o real condutor em uma infração de trânsito. Na dúvida, consulte um especialista em direito de trânsito.

Com informações de Walber Pydd, advogado da CWB Multas. Saiba mais clicando aqui. 

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui