Foto: Pixabay

Nesta terça-feira (11) o Ministério Público do Paraná divulgou que um ex-conselheiro tutelar de Godoy Moreira, no Paraná, foi condenado por estupro de vulnerável, aliciamento de crianças para fins sexuais e posse de material pornográfico.
Segundo informações, a investigação começou depois de ser feita uma denúncia pelo Disque 100 dizendo que ele estava se envolvendo com menores de idade. Foi descoberto que por meio da função de conselheiro tutelar, o homem aproveitava para se aproximar dos menores de idade. Ele mantinha contato com as crianças pelo celular e fazia com que as meninas praticassem atos sexuais com ele.
Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão em maio de 2019 foram encontradas conversas e fotos pornográficas das vítimas. Na época ele chegou a ser preso pela posse e material pornográfico, porém ele foi solto no mesmo dia após pagar uma fiança de 1500 reais. Além disso ele foi afastado das funções.
Agora após a investigação ser concluída, ele foi condenado a 28 anos e 6 meses de prisão em regime fechado.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui