O ex-policial militar Flávio da Silva foi preso na noite de terça-feira (17), em Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina.

No momento da abordagem ele utilizava documentos falsos.

Flávio responde por duplo assassinato e  por uma lesão corporal grave. O crime foi registrado no dia 3 de setembro de 2017, logo após um casal e uma mulher saírem de um costelão no bairro Rebouças em Curitiba. Quando entravam no carro eles foram surpreendidos por atiradores que efetuaram disparos de fuzil. O casal morreu na hora e uma mulher sobreviveu ferida ao atentado.

No final do mês de setembro o ex-policial foi preso junto com um soldado suspeitos da participação do crime. Flávio  inclusive estaria jantando com o trio antes do atentado.

Após receber tornozeleira eletrônica, ele desapareceu e estava foragido. Como descumpriu a medida judicial deve perder a liberdade.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui