Pixabay

Na última semana o homem que estuprou, agrediu e matou o próprio filho, de 10 meses, foi condenado a 39 anos de prisão.

Segundo informações do Ministério Público, ele foi condenado pela justiça e a pena ficou em 39 anos de prisão em regime fechado.

A mãe do bebê foi denunciada por omissão dos crimes que o companheiro praticou além de ser investigada em outro processo.

O crime foi registrado em dezembro de 2016. Na época, a mãe relatou que saiu de casa e a criança ficou com o marido. Quando retornou já encontrou a criança convulsionando e com ferimentos. O SAMU foi acionado e após dar entrada no hospital o Conselho Tutelar foi acionado também.

O homem relatou que o bebê caiu do berço, porém o laudo do IML mostrou que o bebê além de sofrer diversas agressões também havia sido estuprado. Ele também havia sido agredido outras vezes dias antes de morrer.

Um fato que chama a atenção é que o homem já contava com passagens pela polícia e tinha saído da prisão em agosto do mesmo ano em que aconteceu o crime com a criança.

O crime foi registrado em Itaporanga, São Paulo.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui