O Júri Popular do ex-açougueiro Alan Borges, 40 anos, durou 14 horas e aconteceu nesta quarta-feira (18), em Londrina, no norte do Paraná.

Em julho de 2020 no bairro Cervejaria em Londrina, Alan matou a esposa Sandra Mara Curt, 43 anos, com 22 facadas na frente dos filhos de 12 e 8 anos.

O Tribunal do Júri considerou Alan culpado pelo crime de homicídio qualificado, com agravante de motivo torpe e sem dar chances de defesa para a vítima além de feminicídio.

Ele foi condenado a 33 anos e 4 meses de prisão.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui