Foto: Corpo de Bombeiros

Uma mulher de 26 anos foi presa por matar o próprio filho, de 7 anos, e jogar o corpo em um rio, em Imbé, no Rio Grande do Sul.

A mãe teria dado remédios para a criança que vivia sob intensa tortura física e tortura psicológica. Ela confessou o crime.

Segundo informações da Polícia, a mulher foi até uma delegacia na noite de quinta-feira (29) para registrar o sumiço do filho, que já estaria desaparecido há dois dias. Porém ela apresentou diversas contradições, o que deixou os policiais desconfiados.

Depois foram feitas buscas na casa da mulher, onde foi encontrada a mala que ela teria usado para transportar o corpo do filho até o rio. A mãe após confessar o crime relatou que deu medicamentos para a criança e decidiu ocultar o corpo.

O Corpo de Bombeiros faz buscas pelo rio para encontrar o corpo da criança, que até o momento não foi localizado. Os bombeiros acreditam que o corpo possa estar no mar, já que o volume de água foi muito forte na região.

A mulher foi autuada em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

O delegado relatou que a criança vivia sob tortura, era desnutrida, ficava trancada em um cômodo da casa e até mesmo trancada amarrada dentro de um guarda roupa. Ela chegou a alegar que o filho atrapalhava ela.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui