O médico dermatologista Ulisses Misima Ribeiro, 43 anos, preso acusado de ser o participante do racha que resultou na morte de Marcelo da Trindade no dia 13 de julho deste ano, de acordo com a perícia realizada nas imagens no momento em que acontece o acidente, estava a 179 km/h na BR-277 no bairro São Braz em Curitiba.

O médico teve a prisão temporária decretada e foi preso nesta terça-feira (4). O veículo Volvo XC90 que aparece nas imagens foi apreendido. Ele confessou em depoimento na Polícia Civil que realmente era ele que aparece nas imagens registradas por câmeras de segurança antes do acidente, porém negou que estava praticando racha.

De acordo com o Delegado Edgar Santana, da Delegacia de Delitos de Trânsito, além de estar na prática de racha em alta velocidade, ele estaria com duas crianças no carro.

Já o motorista da BMW branca identificado por Silvio Eduardo de Alencar Santos, 21 anos, no momento do acidente estava a 160 km/h. Após o acidente fatal que tirou a vida do trabalhador que realizava a limpeza do canteiro central, ele foi levado ao hospital Evangélico. Ele permaneceu internado por quase uma semana até que os advogados conseguiram um pedido de Habeas Corpus enquanto ele ainda estava internado, já que logo após o acidente foi decretada a prisão do mesmo. Silvio deverá responder em liberdade. A prisão temporária do médico é de 5 dias.

Uma câmera de segurança da concessionária que administra o trecho registrou o momento em que os dois motoristas já desenvolviam alta velocidade cerca de 2 quilômetros do local do acidente, indicando realmente de que se tratava da prática de racha.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui