Milhares de moradores de Curitiba e região metropolitana ainda estão sem energia na manhã desta quarta-feira (1).

Na tarde de ontem, um ciclone que atingiu Santa Catarina e Paraná provocou muita destruição. Moradores do Campo Comprido registraram imagens impressionantes e assustadoras de um dos prédios condomínio residencial Vila Velha tendo seu telhado completamente arrancado e jogado ao ar como se fosse papel.

De acordo com o Simepar, as rajadas de vento chegaram em torno de 100 km/h no Paraná. Veja os registros:

Curitiba 97 km/h
Guarapuava 95 km/h
Campo Mourão 100 km/h
Ubiratã 115 km/h
Dois Vizinhos 107 km/h
Laranjeiras do Sul 119 km/h
Clevelândia 120 km/h
Palmas 107 km/h

Em Curitiba, pelo menos 193 mil unidades consumidoras ficaram sem energia elétrica, cerca de 30% dos clientes da Copel na cidade.

A companhia mobilizou 208 equipes de eletricistas para atender desligamentos de energia em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral, onde 525 mil unidades consumidoras foram desligadas ao todo. Os bairros mais atingidos na Capital foram o Bigorrilho, Batel, Mercês, Água Verde, Portão, Novo Mundo, Xaxim, Santa Quitéria, Fazendinha e arredores.

NO PARANÁ – Até agora, os municípios afetados no Paraná foram Bela Vista da Caroba, Candói, Clevelândia, Contenda, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Laranjeiras do Sul, Matinhos, Missal, Nova Prata do Iguaçu, Palmas, Piraquara e Santa Lúcia.

Em Nova Prata do Iguaçu, 100 imóveis foram danificados, deixando 40 pessoas desalojadas e afetando outras 400. Em Foz do Iguaçu também houve danos em 100 residências, afetando 800 pessoas. No município de Palmas, 12 pessoas estão desabrigadas, após os temporais danificarem 50 residências, o que afetou 200 pessoas.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui