O mistério sobre o desaparecimento de Janete Moraes, 43 anos, finalmente foi esclarecido neste domingo (16), após uma ossada ser encontrada em um poço seco no bairro Abranches em Curitiba.

A situação iniciou na manhã de domingo, quando o marido de Janete foi encontrado morto na Rua Wilsom Gomes Ramos, no bairro Abranches em Curitiba. O corpo estava caído em uma esquina e o Samu esteve no local. Tudo indicava que poderia ser uma morte natural, porém o caso teve reviravolta.

De acordo com informações repassadas por familiares, Gilberto Conceição, 52 anos, teria discutido com uma familiar. Durante a discussão ele confessou que havia matado a esposa e jogado em um poço e repassou detalhes da localização. Uma familiar relatou que entregaria que denunciaria que Gilberto havia matado a esposa e onde estava o corpo.

Com medo, Gilberto saiu de casa e teria consumido bebida alcóolica e veneno, causando sua morte. Quando Janete sumiu em 2016, Gilberto informou que ela havia ido embora de casa.

Após a confirmação da morte, familiares ligaram para a Polícia Civil informando que a esposa de Gilberto poderia estar morta em um poço seco na Rua José Bajerski no bairro Abranches. As equipes foram até o local indicado e encontraram uma ossada que pode ser de Janete.

Os bombeiros foram acionados e resgataram a ossada que foi encaminhada para o Instituto Médico Legal.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui