Um terrorista morreu em uma tentativa de atentado em Liverpool, no Reino Unido. Outros três suspeitos de 21, 26 e 29 anos foram presos neste domingo (14).

Policiais investigam se o alvo dos terrorista era o evento conhecido por Dia da Lembrança (Remembrance Day), realizado no Reino Unido. O evento é um dia reservado para lembrar os sacrifícios dos membros das forças armadas e civis em tempos de guerra, especificamente desde a Primeira Guerra Mundial.

A explosão aconteceu quando o motorista de um táxi identificado por David Perry, transportava um passageiro que carregava explosivos caseiros. O taxista chegava no Hospital Feminino de Liverpool, quando teria notado que o passageiro estava com os explosivos. Ele teria saltado do carro em movimento e trancado o veículo que na sequencia explodiu, veja o vídeo:

Amigos do taxista acreditam que o alvo era para ter sido o Serviço de Memória da cidade na Catedral Anglicana de Liverpool, onde 1200 militares, veteranos e famílias dos mortos se reuniram.

Boris Johnson disse hoje que o motorista de táxi saltando no carro na explosão de Liverpool agiu com ‘incrível presença de espírito e bravura’, enquanto a prefeita de Liverpool Joanne Anderson disse: ‘O motorista de táxi, em seus esforços heroicos, conseguiu desviar o que poderia ser um desastre absolutamente terrível no hospital”, acrescentando que ele havia “trancado as portas”.

Ele sofreu ferimentos leves e recebeu atendimento médico.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui