Um vídeo de uma criança sendo brutalmente agredida por uma mulher viralizou nas rede sociais e um áudio que acompanha o vídeo diz para as pessoas compartilharem o máximo possível o vídeo para chegar na autora do crime.

Um problema tão grande quanto a agressão é a forma com o que a criança está sendo exposta. Não há nenhum tipo de desfoque ou proteção da imagem da criança, o que é crime. A pena para quem divulga esse tipo de material é de 4 a 8 anos de prisão.

A falta de noção das pessoas fazem elas agirem como justiceiras virtuais, tentando compartilhar e espalhar o vídeo, sem pensar em proteger a imagem da criança que está sendo violentamente agredida. A cena é revoltante, chega a embrulhar o estomago e muitos internautas reclamaram ter passado mal após assistir o vídeo.

Se a pessoa quer realmente ajudar, a melhor forma é procurar a polícia local e levar o vídeo para a polícia para que seja feita a investigação e que a culpada seja punida.

O vídeo mencionado foi registrado na cidade de Nuevo León, no México. A polícia local já está de posse de vídeo e agora tenta localizar e prender a mulher. A mulher foi identificada graças as tatuagens que aparecem no vídeo gravado. A polícia tenta localizar também a pessoa que gravou o vídeo que rodou vários países.

8 comentários

  1. Não foi no méxico. Essa informação não procede. Nitidamente a criança chora enquanto grita EM PORTUGUES. Nenhuma autoridade mexicana confirmou a veracidade da prisão e identificação. Tanpouco foi confirmada a autoria do fato na cidade de Macapá. PRECISAMOS IDENTIFICAR ESSA CRIMINOSA!

  2. E a criança gente como está, alguém salvou esta criança, ela precisa de socorro imediato será que a criança está bem? As autoridades precisam resolver isso com urgência, é uma vida nas garras de um monstro, pior do que os animais.

  3. Essa notícia já foi desmentida a tal suspeita já foi solta não é essa moça que culparam no face na pagina dela pode ver a destruição feita na vida dela pelas acusações. Além da tatuagem ser diferente ela tem outras tatuagens dos braços e pernas que são nítidas pelo tamanho. A criminosa segue solta a polícia de Nuevo leon não fala sobre o caso, o que é estranho que eles possuem um vídeo de apenas 43 segundos e aqui no Brasil foi postado um vídeo de 6 minutos e poucos segundos… nem sei se eles sabem que o vídeo aqui tem mais tempo de duração. Se alguém tiver mande pelo facebook na página https://www.safernet.org.br/site/institucional/projetos/cnd eles são os responsáveis por crimes cibernéticos no Brasil.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui