(Pixabay)

Nesta sexta-feira (02) um bebê de dois meses de idade deu entrada em um hospital em estado grave após ter sido espancado pelo próprio pai, de 20 anos. O pai confessou as agressões e disse que o fez porque a criança chorava demais.

A criança chegou no hospital com afundamento de crânio, fratura nas costelas e mordidas pelo corpo.

Segundo informações, o bebê foi levado até o hospital pelos pais, porém após a equipe médica ter constatado lesões corporais visíveis e recentes no bebê, os pais foram encaminhados para a Central de Flagrantes.

Após o casal ser levado para a delegacia, a mãe em um primeiro momento chegou a falar que ela e o bebê foram sequestrados por criminosos que teriam colocado ela e o bebê em um carro e agrediram somente o bebê e depois liberaram os dois. Depois o marido desmentiu esta versão quando os dois estavam separados para prestar depoimento individualmente.

O pai confessou as agressões e disse que se irritou porque o filho chorava demais.

O homem foi preso em flagrante por tortura e lesão corporal. A mãe foi presa por omissão. Os crimes podem se agravar caso a criança não sobreviva. O casal permanece na sede da delegacia onde aguardam Audiência de Custódia.

O bebê permanece internado e passará por cirurgia.

O crime foi registrado em Campos, no Rio de Janeiro.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui