O trabalhador Paulo Ricardo, voltou a ser internado nos últimos dias. Paulo sofreu um grave acidente no dia 16 de fevereiro, causado por um motorista na contramão na Rua João Bettega, na Cidade Industrial de Curitiba.

Após o acidente, Paulo ficou caindo inconsciente no asfalto e tanto o motorista, quanto os passageiros do carro saíram do local sem prestar socorro muito menos ligar para o Siate.

Paulo foi socorrido em estado gravíssimo ao Hospital do Trabalhador com seis vértebras da coluna fraturadas, fratura na bacia, fraturas expostas na perna e rompimento de nervos da mão.

Ele chegou a receber alta, mas devido as fortes dores, ele precisou retornar ao hospital.

Paulo que tinha dois empregos, era o único que gerava renda para a família que até o momento não foi procurada pelo motorista ou ocupantes do veículo que prometeram que iriam ajudar.

De acordo com o advogado Dr. Igor José Ogar, que defende a família de Paulo, algumas circunstancias há de ser apuradas sobre a omissão de socorro dos passageiros também, os quais descem do veículo, percebem a gravidade dos ferimentos do Paulo Ricardo e não prestam qualquer tipo de auxílio, indo inclusive posteriormente a delegacia, informando à autoridade policial que nem sequer chamaram socorro. Então essas pessoas entendo que foram omissas na condição que podiam de prestar socorro.

O motorista do carro identificado por Felipe, compareceu na delegacia acompanhado de um advogado, prestou depoimento e responde em liberdade.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui