Foto: PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) cumpriram oito mandados judiciais, sendo três de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão, relacionados a suspeitos de envolvimento em crimes de furtos, roubos e receptação em Curitiba.

Cinco desses mandados – dois de prisão preventiva e três de busca apreensão – são parte de uma ação conjunta entre a PCPR e a PRF. Os restantes são oriundos de duas situações distintas investigadas pela PCPR.

RODOVIA – Dois jovens suspeitos de envolvimento em roubos agravados, com concurso de pessoas, grave ameças e emprego de arma de fogo, foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva durante a ação da PCPR e PRF no bairro Tatuquara.

Além disso, as equipes realizaram buscas em três endereços no mesmo bairro. Um integrante do bando encontra-se foragido.

Segundo as investigações, o trio age em rodovias e é extremamente violento – causando pânico e terror durante a ação criminosa. Vítimas dos suspeitos os reconheceram com 100% de certeza.

DROGAS – Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela PCPR no bairro Boa Vista, na capital paranaense. Durante as buscas os policiais civis encontraram diversas munições de pistola 380, que resultou na prisão em flagrante de um homem de 30 anos.

Os alvos da ação tem relação com a receptação de produtos de roubos e furtos. Segundo apurado, os suspeitos estariam aceitando mercadorias sem procedência em troca de entorpecentes. De acordo com as investigações, no mesmo terreno que é alvo das buscas funcionaria uma lanchonete, que seria ponto de comercialização de entorpecentes.

SUPERMERCADO – O alvo é suspeito de integrar uma associação criminosa envolvida em roubos contra uma rede de supermercados em Curitiba e Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Uma das ações criminosas aconteceu no dia 26 de setembro de 2019, quando os indivíduos roubaram diversos eletrônicos e aparelhos celulares de funcionários da rede.

Durante a ação, a PCPR cumpriu buscas na residência do suspeito. Entretanto, o suspeito segue foragido

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui