(Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (24), pilotos e comissários de voo aprovaram a deflagração de greve a partir da meia noite do dia 29 de novembro, em todo o Brasil, por tempo indeterminado.

O motivo seria a intransigência das companhias aéreas nas negociações da renovação da Convenção Coletiva de Trabalho.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, em respeito à sociedade e aos usuários do sistema de transporte aéreo, os trabalhadores farão a paralisação de 50% dos tripulantes por dia, enquanto os outros 50% permanecerão em serviço.

Os profissionais reivindicam unicamente reajuste salarial que contemple a reposição das perdas inflacionárias nos últimos dois anos — INPC do período de 1º de dezembro de 2019 a 30 de novembro de 2021.

Confira a nota dos Sindicato Nacional dos Aeronautas

O Sindicato Nacional dos Aeronautas informa que comandantes, copilotos e comissários das empresas de transporte aéreo regular de passageiros e cargas decidiram fazer greve.

A paralisação dos tripulantes será parcial e acontecerá a partir das 0h (horário de Brasília) do dia 29 de novembro, em todos os aeroportos do país.

A ação deverá ser mantida nos dias subsequentes, por tempo indeterminado — até que haja uma resposta positiva das empresas aéreas na negociação de renovação da Convenção Coletiva de Trabalho.

Desde o início da pandemia a categoria nunca parou de trabalhar, enfrentando o risco de contaminação, e tem contribuído no combate à Covid transportando vacinas, insumos e equipamentos.

Além disso, colaborou com a recuperação das empresas aceitando reduções salariais e remuneratórias que perduram até hoje — e reivindica nesta negociação apenas a recomposição das perdas inflacionárias.

Em nome dos aeronautas, o Sindicato ressalta que a preocupação primordial é com o respeito aos passageiros e com a segurança de todos.

A categoria conta com o apoio da sociedade e com o bom senso das empresas aéreas para que transtornos sejam evitados.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui