(Foto: Colaboração)

A Polícia Civil, através da Delegacia de Delitos de Trânsito, está com a custódia dos dois rapazes que estariam praticando um racha na manhã desta quinta-feira (12), que resultou na morte da estudante universitária Caroline Beatriz Olímpio, de 19 anos.

A polícia conseguiu provas materiais e testemunhais que afirmaram o racha. Imagens de sistema de monitoramento registraram o momento que os dois veículos disputavam o racha em alta velocidade pela Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, na Cidade Industrial de Curitiba em frente a Universidade Positivo em Curitiba.

As testemunhas que presenciaram o acidente afirmaram que o condutor de um veículo VW UP e de um Citroen DS3 Turbo estavam tirando racha. A Polícia Civil também ouviu o depoimento de um passageiro de um dos veículos que relatou ter pedido ao motorista diminuir a velocidade, porém ele não teria sido ouvido pelo condutor.

(Foto: Vagner Ribeiro/Programa 190)

O condutor do Citroen após o acidente fugiu do local, mas se apresentou na tarde de hoje na delegacia. Já o condutor do UP foi preso em flagrante no local.

O delegado deve indiciar ambos pelo crime de racha e homicídio doloso, quando assume o risco de matar. O condutor do Citroen ainda deve responder por fugir sem prestar socorro. Ambos seguem presos em flagrante.

Caroline Beatriz Olímpio estava no quarto período de Arquitetura e Urbanismo e estudava na UTFPR, bem próximo da Universidade Positivo. Ela estaria indo até a UP para realizar algumas impressões quando foi atropelada. O velório será a partir das 2h00 da madrugada desta sexta-feira (13) na Igreja Metodista do Pinheirinho.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui