(Foto: PCPR/Ilustração)

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) concluiu o Inquérito Policial que apurou o homicídio de Laiane Priscila, de 33 anos, ocorrido no dia 13 de abril deste ano, na orla de Pontal do Paraná, Litoral do Estado. Durante as investigações, uma mulher, de 32, e um homem, de 26, foram identificados como os principais suspeitos do crime.

As investigações se iniciaram logo após o corpo de Laiane ter sido encontrado na orla da praia de Pontal do Paraná com várias perfurações na região lombar e pescoço. Em primeiro momento o corpo da vítima não foi identificado, pois estava sem documentos, sendo encontrado apenas um cartão de banco – em nome de um senhor. Com o cartão, os policiais civis chegaram até o senhor que conhecia a vítima e ajudou nas investigações.

Durante o inquérito foram produzidos diversos relatórios, depoimentos foram colhidos e através de um celular apreendido e seu acesso liberado pelo Poder Judiciário foi possível a identificação dos dois autores, sendo um deles o namorado de Laiane.

Após a identificação foi solicitado um mandado de prisão, o qual foi expedido pela Justiça. O homem foi preso durante uma ação da PCPR, no dia 24 de abril deste ano, em Londrina, região Norte do Estado. Para capturar a mulher foram realizadas diversas diligências, até que a PCPR recebeu a informação de que a mulher foi encontrada morta e com sinais de crueldade, no dia 3 de junho deste ano, em Florianópolis, em Santa Catarina.

MOTIVAÇÃO – Conforme apurado, a suspeita do crime era amiga e o homem namorado de Laiane. Os dois indivíduos estariam planejando um golpe contra o senhor – o qual o cartão foi encontrado junto ao corpo de Laiane – a vítima não concordava com os dois, por isso decidiram matá-la.

A mulher teria desferido 33 facadas com degolamento enquanto o namorado segurava Laiane. A suspeita já respondia por um crime de homicídio, ocorrido em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, e fazia uso de tornozeleira eletrônica, sendo comprovado que a mesma retirou o equipamento para executar o crime contra Laiane.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui