(Imagem: Polícia Federal)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (10), uma operação com o objetivo de combater uma quadrilha voltada para o tráfico de drogas que agia nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

De acordo com as investigações, o a maconha era transportado em carros funerários, dentro dos caixões, em que estariam corpos de supostas vítimas da covid-19. De acordo com informações da Polícia Federal, a investigação começou em junho a partir da prisão em flagrante em Jataí, no sudoeste de Goiás, de uma pessoa atuando como “mula” do tráfico.

Ela estava transportando 287 kg de maconha dentro de dois caixões funerários de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, para Goiânia (GO).

Quatro mandados de prisão temporária e 10 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos hoje na Operação, batizada de Caixão, nas cidades de Porangatu (GO), Rio Verde (GO), Ponta Porã (MS), Campo Verde (MT) e Brasília. O delegado explicou que a quebra do sigilo bancário e a interceptação telefônica dos suspeitos, identificou os vendedores e compradores da droga e demais envolvidos.

“Os compradores estão presos no presídio da região metropolitana de Goiânia, e mesmo no sistema prisional conseguiram o transporte da droga através de um motorista freelancer de uma funerária para despistar uma eventual abordagem da polícia”, explicou o delegado.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui