(Foto: Pixabay/Ilustração)

Na manhã desta segunda-feira (24) a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos deflagrou uma operação contra um hacker que teria roubado R$ 648.143,45 de contas bancárias de moradores do Distrito Federal.

Segundo informações da Polícia Civil, a investigação teve apoio da Divisão Criminal do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. As operações começaram em março. Em ambos os casos, as vítimas receberam um link via SMS que as levava para uma página falsa de banco, e depois receberam mensagens por WhatsApp em nome do banco. Nas mensagens por WhatsApp elas foram induzidas a gerar e passar para o criminoso um QR Code que permitiu que o hacker tivesse acesso às contas bancárias. Com o QR Code o hacker conseguiu habilitar o aplicativo do banco no nome das vítimas e fez transferências bancárias para contas em diversos estados do Brasil.

O hacker ainda usava serviços de internet de uma empresa dos Estados Unidos para realizar a fraude. Por isso para realizar a operação os policiais fizeram uma parceria com a Divisão Criminal do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

O hacker já tinha antecedentes criminais por fraude bancária. Ele foi preso em Camboriú, Santa Catarina e entregue à disposição da justiça. Ele deverá responder por furto mediante fraude, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui