A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (01), para apurar fraudes cartorárias cometidas por ex-funcionários do Serviço Distrital de Santa Tereza do Oeste. Estima-se em mais de R$ 10 milhões o prejuízo causado a dezenas de vítimas.

Os policiais civis têm a missão de cumprir cinco mandados de prisão temporária e nove de busca e apreensão em Cascavel, Santa Tereza do Oeste e Lindoeste, todos na região Oeste do Estado. O objetivo é apreender documentos e aparelhos celulares que contenham provas e novas informações para as investigações.

O inquérito policial foi instaurado em junho de 2020, após requisição da 7ª Promotoria de Justiça de Cascavel, visando apurar crimes de falsificação de documento púbico, falsidade ideológica e outros relacionados. Os suspeitos iniciais eram três ex-funcionários do Serviço Distrital de Santa Tereza do Oeste que foram afastados do cartório por decisão judicial em meados do mês de março de 2020.

Com os trabalhos de investigação foi possível apurar várias dezenas de procurações, escrituras e certidões de óbito fraudadas confeccionadas dentro do Serviço Distrital de Santa Tereza do Oeste. Esses documentos falsos serviram para a prática de diversos golpes nas regiões de Cascavel e Maringá, além de outros estados.

Os golpes consistiam em transferências fraudulentas de veículos e imóveis, lavagem de dinheiro, bem como, certidões de óbito falsas para extinguir a punibilidade de criminosos em processos criminais.

Os indivíduos ostentavam um padrão de vida não condizente com o trabalho que realizavam nos serviços distritais, com posse de veículos de alto padrão e moradia em um dos condomínios mais caros de Cascavel. Além disso, os investigados possuíam garagem de veículos para venda e uma casa de carnes nobres – que estariam sendo utilizados para lavar dinheiro.

As investigações continuam com a análise do material apreendido, que pode revelar novos detalhes dos crimes, bem como outros envolvidos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui