Foto: PRF
No sábado (30), policiais socorreram o recém-nascido, de apenas 17 dias, desafogando-a e escoltando a família até hospital; ontem (2), puderam conhecê-la melhor
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) socorreu um recém-nascido de 17 dias, no último sábado (30), em Curitiba, na BR-476. Durante uma operação de orientação de tráfego, um casal abordou a equipe PRF, desesperado, pois o bebê, uma menina de 17 dias, tinha acabado de ser amamentada e estava desfalecida nos braços da mãe.
De imediato, os policias pegaram o recém-nascido no colo e verificaram que ele estava com dificuldade de respirar, sem movimentos corporais e vermelhidão na face. Dessa forma, foi realizada uma ação conhecida como manobra de Heimlich sendo que, após algumas tentativas de reanimação, o bebê voltou a respirar, começou a chorar e a coloração da pele voltou. Em seguida, os policiais escoltaram a família até o hospital, para receber atendimento médico e teve alta no mesmo dia, à noite.
E, nesta terça (2), os policiais que salvaram o recém-nascido foram convidados para almoçar com a família, conhecer melhor o bebê e aproveitaram o momento para entregar alguns presentes para ela. Segundo os agentes, ela se recuperou muito bem, está saudável e a pediatra que a atendeu no sábado disse que ela não teve sequelas, em razão do rápido atendimento prestado pelos policiais.
Os pais fizeram uma foto dos policiais com o bebê, que vai para o álbum dela, como recordação daquele encontro tão importante para a sua vida.
Manobra de Heimlich – Manobra que consiste em deitar a criança de bruços sobre o braço, apoiá-la na palma da mão, de cabeça para baixo, com o tronco mais baixo que as pernas, e efetuar 5 compressões com o “calcanhar” da mão nas suas costas. Logo após, vire o bebê de barriga para cima em seu braço e efetue mais cinco compressões sobre o esterno (osso que divide o peito ao meio), na altura dos mamilos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui