A Prefeitura terá mais um hotel social para acolhimento de pessoas em situação de rua. O espaço oferecerá 150 vagas para homens adultos e funcionará no Hotel Maia, no Jardim Botânico, a partir da próxima segunda-feira (8/6).

O contrato foi assinado nesta quarta-feira (4/6), pelo prefeito Rafael Greca, e os proprietários da empresa, Christian Nilson dos Santos e Gisleine Aparecida de Freitas.

“A abertura desse espaço busca o enfrentamento de dois problemas; o frio que é muito grave nesta época do ano em Curitiba e as moléstias respiratórias que podem preceder ou agravar quadros do novo coronavírus”, explicou o prefeito.

Greca destacou a importância do acolhimento durante o inverno para evitar que as pessoas fiquem expostas às baixas temperaturas, correndo o risco de hipotermia, e também para o isolamento social durante a pandemia da covid-19.

Encaminhamento

O presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, explicou que serão encaminhados para a nova unidade homens a partir de 18 anos que já possuem alguma autonomia, como emprego com carteira assinada ou uma atividade informal que gere renda.

A unidade receberá apenas pessoas em situação de rua encaminhadas pela FAS, depois de passarem por uma avaliação técnica na Central de Encaminhamento Social 24 Horas, nas casas de passagem ou nos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas).

No hotel, os acolhidos ficarão em quartos coletivos, com até quatro pessoas. Eles poderão fazer a higiene pessoal, jantar, dormir e tomar café da manhã. Todos receberão a roupa de cama e também poderão deixar seus pertences no local.

O funcionamento do hotel, que fica na Avenida Presidente Affonso Camargo, 355, será das 18h às 9h.

Distanciamento

A abertura do hotel tem o objetivo de suprir vagas que foram reduzidas nas unidades já existentes por conta da pandemia na covid-19. Seguindo as determinações da Saúde, a FAS tomou medidas para garantir o distanciamento entre as pessoas e evitar o risco de contaminação pelo novo coronavírus e isso implicou na redução de vagas em algumas unidades.

Com a abertura do Hotel Maia, Curitiba passa a contar com 1.318 vagas para esse público, com capacidade de chegar a 1.800.  A nova unidade será coordenada pela FAS e mantida com recursos federais.

Participaram da cerimônia a diretora de Atenção à População em Situação de Rua, Vanessa Resquetti, o coordenador dos Centros de Referência Especializados para a População em Situação de Rua (Centros Pop) e de Ações Intersetoriais, Anderson Walter, e o coordenador do projeto Praça Solidariedade, Fernando Cogrossi.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui