Foto: Pixabay

Foi preso nesta terça-feira (19) um homem que se passava por um massagista homossexual para abusar sexualmente de influenciadoras digitais.

Segundo informações da Polícia Civil, o indivíduo de 26 anos abordava as vítimas pelo Instagram e propunha uma permuta, que seria a troca de serviços estéticos por divulgação nas redes sociais. Ele falava que a empresa dele precisava de visibilidade e com a influenciadora fazendo propaganda os dois ganhavam.

Entretanto, segundo relatos das vítimas, após todo um teatro de ser homossexual e de precisar marcar as prometidas massagens na residência das vítimas, ele abusava sexualmente delas.  Em um dos relatos uma influenciadora diz que notou que algo estava estranho com a massagem, e que em determinado momento ela olhou por um espelho e notou ele  se masturbando enquanto a massageava.

Pelo menos sete mulheres foram vítimas do homem que foi preso em casa. Segundo a delegada que investiga o caso, o homem deverá responder por violação sexual mediante fraude, com pena de dois a seus anos de reclusão. Como são até o momento sete vítimas, ele pode ser condenado a até 42 anos de prisão.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui