A Polícia Rodoviária Federal (PRF) atendeu a um acidente entre três caminhões em Ponta Grossa (PR), nesta quarta (9). Decorrente do acidente, o motorista de um dos caminhões, de 47 anos, teve fratura exposta em uma das pernas. Uma equipe da PRF que passava pelo local no momento do acidente prestou os primeiros socorros, determinantes para a sobrevida do caminhoneiro, até a chegada do resgate.

Por volta das 17h40, na BR-376, uma equipe da PRF realizava escolta de veículos superdimensionados, quando foram avisados por outros motoristas de um acidente grave alguns quilômetros a frente.

Chegando ao local, os policiais realizaram a verificação do local do acidente, uma colisão frontal entre três caminhões, e encontraram um motorista de um dos caminhões envolvidos, com fratura exposta na perna direita e com hemorragia massiva, iniciando um estado de choque, com confusão mental, taquicardia e muito frio.

De pronto, um policial que integrava a equipe, com apenas 30 dias de formado, utilizou-se dos conhecimentos adquiridos no Curso de Formação Policial da PRF (CFP) para realizar os primeiros socorros, contendo, com isso, a hemorragia até a chegada do ambulância do resgate da concessionária chegar. O policial, atualmente lotado no estado do Mato Grosso do Sul, na Unidade Operacional em Nova Alvorada (MS), em operação no Paraná, disse que “os conhecimentos transmitidos no CFP e a técnica aplicada em momentos críticos, como este, salvam vidas”. Enquanto isso, outro policial, também lotado no MS, fazia o controle de fluxo e sinalização da via, obstruída pelo acidente.

A disciplina Atendimento em Primeiros Socorros (APH), possui uma carga horária de 40 horas para o atendimento pré-hospitalar tradicional e mais 20 horas de treinamento em APH de Combate, protocolo “Marc1”, onde os alunos aprendem técnicas para atendimento em zonas de confronto, com uso de materiais específicos e de fácil portabilidade, utilizado por forças militares de todo mundo, garantindo o aumento significativo das taxas de sobrevida dos feridos, principalmente por projéteis de arma de fogo. CFP 2020 foi o primeiro curso da PRF onde os alunos já saíram com o curso “Marc1” criado no Brasil pelo Grupo Tigre da Polícia Civil do Paraná e ministrado pelos instrutores da PRF, capacitados pela Polícia Civil.

O treinamento visa que todo novo policial formado tenha conhecimentos técnicos para dar o suporte básico de vida dos feridos até a chegada de um melhor suporte de vida (Samu/Bombeiros) ou até mesmo em casos extremos onde seja necessário o transporte em viatura policial.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui