A procuradora Gabriela Samadello Monteiro de Barros, 39 anos, foi brutalmente agredida por um colega de trabalho, o procurador Demétrius Oliveira Macedo, 34 anos, na cidade de Registro, no interior de São Paulo.

Demétrius foi afastado do cargo e teve o salário suspenso após o fato ser divulgado, veja o vídeo:

Um processo administrativo foi aberto contra o agressor e ele deve ser exonerado do cargo.

A publicação da portaria Nº 525/2022, portanto, representa uma punição imediata a Demétrius, que foi filmado dando socos, chutes e xingando a vítima. De acordo com o texto, a princípio, o procurador ficará suspenso do cargo por 30 dias, sem receber salário. A medida passou a valer na última terça-feira (21).

Gabriela relatou à polícia que o colega Demetrius Macedo apresentava comportamento suspeito e que já havia sido grosseiro com outra funcionária do setor. Gabriela informou ter enviado um memorando à Secretaria Administrativa com uma proposta de procedimento administrativo. Agora, a procuradora quer que Macedo seja processado em decorrência das agressões e ofensas contra ela.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui