Foto: Pixabay

O CONTRAN publicou recentemente a Resolução 960/22, que trata dos requisitos de segurança de vidros, a visibilidade, e o uso de medidores de transmitância luminosa e película automotiva (insulfilm).
Para circulação nas vias públicas do território nacional é obrigatório o uso de vidro de segurança laminado no para-brisa de todos os veículos e de vidro de segurança temperado, uniformemente protendido, ou laminado, nas demais partes envidraçadas.

A transmitância luminosa das áreas envidraçadas:
– não poderá ser inferior a 70% para os vidros dos para-brisas e das demais áreas envidraçadas indispensáveis à dirigibilidade do veículo; e
– não poderá ser inferior a 28% para os vidros que não interferem nas áreas envidraçadas indispensáveis à dirigibilidade.

A verificação dos índices na película automotiva deve ser efetuada por meio de instrumento denominado medidor de transmitância luminosa – MTL, cuja medição é realizada por meio de percentual, e deve ter uma margem de tolerância de 7%.

A marca do instalador da película automotiva e o índice de transmitância luminosa existentes em cada conjunto vidro-película localizadas nas áreas envidraçadas dos veículos indispensáveis à dirigibilidade serão gravados indelevelmente na película por meio de chancela, e devem ser legíveis pelos lados externos dos vidros.

 

Com informações de Walber Pydd, advogado especialista em trânsito da CWB MULTAS. Saiba mais clicando aqui.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui