A parte traseira do ônibus se abriu e as vítimas foram arremessadas na rodovia.

Foram identificadas as 41 vítimas do acidente envolvendo uma carreta bitrem e um ônibus na região de Taguaí, no interior de São Paulo. As vítimas que estavam no ônibus, seguiam para uma empresa têxtil de jeans, quando houve o acidente em uma curva na SP-249, entre Taquarituba e Taguaí.

No impacto, a carreta rasgou toda a lateral do ônibus fazendo com que a o chassis se abrisse e várias vítimas fossem arremessadas na rodovia pela traseira do ônibus que acabou se abrindo. Para agravar a situação parte do carregamento de esterco que estava na carreta caiu sobre as vítimas.

O motorista da carreta identificado por Geison Machado Gonçalves, 23 anos, era morador da cidade de Castro, no Paraná. Ele tinha apenas Carteira Nacional de Habilitação temporária e não teria habilitação para dirigir caminhões. Geison teria herdado o caminhão do pai que morreu há dois anos em um acidente. Ele era apaixonado pela profissão.

As vítimas são:

Adriel Calebe Alves de Oliveira
Aline Fernanda de Oliveira Antunes
Ana Claudia dos Santos
Andressa Aparecida Espadia
Beatriz Monteiro da Silva
Bruno de Oliveira Faustino
Camila Cristina Franco Vergueiro
Carolina Coelho Batista
Claudinei Carlos Barboza
Edina Madalena da Silva
Edna Aparecida Lobo Batista
Elisângela Aparecida Mingote
Fabiana Gois Vieira
Fernanda Estefany Silva Pereira
Francis Kelly Aparecida Nunes
Geison Gonçalves Machado
Gustavo Ferreira de Oliveira
Ivonaldo da Silva Custódio
Jean Soares Alves
Josiel Aparecido Alves
Joyce dos Santos Flores
Leandro Maximo Pereira
Leda Aparecida Estevam
Leonardo José Leme
Luciana da Silva Soares
Lucielem Firmino dos Santos
Lucineia Benedita Soldeira de Melo
Marciele Pedroso Nunes
Marcio Lima de Freitas
Maria Lúcia Martins Rocha
Niveo dos Santos Venâncio
Osani Lucio
Ramon Pereira de Lima
Regina Gonçalves Domingues
Ronivan Vilhena Augusto
Rosana Rodrigues de Oliveira
Tais Aparecida de Oliveira Ceara
Tiago Aparecido Aulfs
Valquíria de Oliveira Cruz
Vanessa Carolina Vieira dos Santos
Wellington Aparecido Corrêa

De acordo com o Corpo de Bombeiros, no ônibus havia 53 pessoas, sendo 52 funcionários da empresa e o motorista. Pelo menos 37 trabalhadores morreram no local e 4 enquanto recebiam atendimento dos bombeiros ou sendo levados ao hospital.

De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), a empresa de ônibus que levava os trabalhadores estava irregular e não tinha permissão para transportar pessoas.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui