Reprodução

Uma idosa de 81 anos que ficou conhecida por ser uma serial killer que fazia doces com os restos mortais das vítimas morreu. Ela estava com Covid-19.

Segundo informações do Jornal The Sun, a idosa foi acusada de matar três pessoas brutalmente. Entre as vítimas está uma criança de 7 anos. Na geladeira da agressora foram encontrados órgãos de humanos.

Os assassinatos da mulher começaram em 2005. Quando ela foi presa foram encontrados intestinos humanos na geladeira dela. Rumores são de que a mulher cozinhava os restos mortais das vítimas e fazia doces com eles.

Em depoimento ela admitiu o crime.

Além dessas três mortes, a polícia ainda investiga se a mulher assassinou mais quatro pessoas.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui