Uma ação violenta e ousada de bandidos fortemente armados terminou de forma trágica para o vigilante Paulo Guerrero, que trabalhava na escolta de ônibus de turismo na noite desta quarta-feira (28).

O comboio seguia pela BR-116 em Campina Grande do Sul e no km 38 por volta das 18h20, próximo da Represa do Capivari, quando os marginais utilizando três veículos e fuzis atiraram contra os vigilantes da escolta e fecharam a rodovia. Pelo menos dois vigilantes foram baleados pela quadrilha. Os marginais levaram o dinheiro dos passageiros de dois ônibus que iam do Rio Grande do Sul a São Paulo.

Os vigilantes feridos foram socorridos. Paulo Guerrero foi atingido por três disparos e morreu após dar entrada no Hospital Angelina Caron. O companheiro de trabalho foi encaminhado estável ao Hospital Cajuru onde segue internado.

Antes  de ser socorrido Paulo enviou áudios desesperadores pedindo por ajuda. Ele deixou uma esposa grávida.

A Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar fizeram um grande cerco, porém até o momento ninguém foi preso. Um dos veículos utilizados pela quadrilha utilizava uma blindagem improvisada com placas de aço.

1 comentário

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui