O pai da adolescente ficou ao lado do corpo inconformado com a morte da filha. (Foto: Plantão Maringá)

Ja era madrugada de domingo (8), quando a adolescente Ingrid Vitória Julio Regina, 15 anos, foi atingida por uma bala perdida em uma festa clandestina na cidade de Maringá, no norte do Paraná.

A festa acontecia na região do Tecno Parque, local já conhecido por conta de festas clandestinas que acontecem periodicamente. Ingrid antes de ser morta, estava no sítio do avô próximo ao local da festa, e teria saído com o irmão e outros familiares para fazer uma caminhada. Ingrid estava próximo ao local da festa quando indivíduos em um veículo Golf efetuaram vários disparos a esmo. Um dos disparos atingiu a adolescente.

O pai de Ingrid ficou sabendo da situação e chegou rapidamente de carro ao local onde a adolescente estava ferida. Ele colocou a filha no veículo e foi em alta velocidade e encontro ao socorro. Próximo ao contorno Sul, eles encontraram uma equipe médica que iniciou as manobras de reanimação. Foram mais de 45 minutos de massagem cardíaca sem sucesso. Ela não resistiu e morreu no local.

Ingrid não estaria participando da festa quando foi atingida pelo disparo.

A Divisão de Homicídios investiga o crime e tenta localizar os atiradores no veículo Golf. O corpo da adolescente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Maringá.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui