Em 45 dias de atuação no Litoral, na temporada Verão Consciente, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) realizou mais de 100 missões e o atendimento de 39 vítimas. - Foto: Divulgação BPMOA/SESP

Em 45 dias de atuação no Litoral na temporada Verão Consciente, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) realizou mais de 100 missões e o atendimento de 39 vítimas. O balanço é de resgates, remoções aeromédicas, rondas preventivas, além de apoio ao Corpo de Bombeiros em buscas e salvamentos e à Polícia Militar em patrulhamentos.

No período de 18 de dezembro de 2020 a 01 de fevereiro de 2021 foram feitos 92 voos pela vida, como resgates e remoções aeromédicas e apoio ao Corpo de Bombeiros em buscas e salvamentos, além de rondas preventivas. As equipes do batalhão aéreo participaram de 20 missões policiais no apoio a buscas de suspeitos, monitoramento de rodovias e translado. As equipes também fizeram o transporte entre unidades hospitalares de 22 pessoas.

Segundo o comandante do BPMOA, tenente-coronel Júlio César Pucci dos Santos, neste ano os índices de atuação caíram em relação a temporadas anteriores. “Essa queda é muito positiva, pois se a gente não está sendo acionado é porque tem uma tranquilidade pública e, por causa disso, intensificamos, principalmente nos fins de semana, o patrulhamento aéreo na praia”, explicou.

Foi prestado atendimento a 39 vítimas em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), seja nas areias ou em outras situações.

De acordo com o tenente-coronel Pucci, o serviço tem que estar à disposição para dar o melhor atendimento à população. “Ficamos felizes que os índices tenham diminuído, mas nós continuamos disponíveis, a aeronave já mostrou a sua importância, principalmente quando os meios convencionais não são suficientes. Se não fosse a aeronave, muitas vidas poderiam ser perdidas”, disse.

VOOS NOTURNOS – Desde o início do verão, o BPMOA faz operações noturnas, devido à necessidade de apoio para bombeiros em atendimento de acidentes de trânsito mais graves e de missões de busca e resgate. Para esta operação Verão Consciente, a unidade também readequou o acionamento de ocorrências, em que a aeronave vai até o local da situação antes mesmo de receber o pedido de apoio das equipes de policiais e bombeiros, a partir do acompanhamento da entrada de situações pelo sistema.

“Mesmo com quedas nos atendimentos, continuamos no mesmo esforço, com a mesma motivação e, após o fim da Operação Verão Consciente, vamos continuar atuando com o helicóptero no Litoral do Estado em todos os fins de semana até a Páscoa”, complementou o comandante Pucci.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui