Foto: Edris Queiroz/Facebook

Foi descoberta no litoral de São Paulo, a maior mosca-da-madeira já registrada no mundo.

A mosca de 6,2 centímetros foi encontrada por pesquisadores no Instituto de Biologia Marinha e Meio Ambiente, em Peruíbe, São Paulo.

Os pesquisadores relataram que a mosca foi confundida com um beija-flor no começo, por causa de seu tamanho, e que ela foi encontrada por acidente. Quando chegaram mais perto os pesquisadores puderam ver que se tratava de uma mosca.

A mosca foi capturada e preservada e foi identificado que ela é uma fêmea da espécie Pantophthalmus Tabaninus.

Em entrevista ao G1, o biólogo Edris Queiroz relatou que foi surpreendente encontrar a espécie, mas que ficaram preocupados com um possível desequilíbrio ecológico.

Ainda segundo o biólogo essa espécie é prejudicial às arvores, já que elas colocam larvas dentro de troncos e estas larvas começam a comer tudo por dentro, depois de algum tempo as árvores podem começar a cair.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui