(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Um caso registrado nesta segunda-feira (11), virou um misto de revolta e medo. O corpo de uma mulher de 49 anos, que faleceu por problemas saúde no sábado, foi retirado da cova, levado para uma área de mata e possivelmente abusado sexualmente.

O corpo foi encontrado na manhã de segunda-feira (11), próximo ao local do túmulo após a família receber uma ligação anônima. A família foi até o local e viu o caixão aberto e seguiu alguns rastros de terra. Os familiares por um momento acreditaram que ela teria sobrevivido e saído do caixão, porém, próximo ao caixão, eles encontraram a saia que estava no corpo da mulher e continuaram seguindo os rastros, até encontrar o corpo da mulher.

Os familiares ficaram horrorizados com a cena, ela estava seminua e com as pernas abertas. A Polícia Cívil de Gravataí, no Rio Grande do Sul, foi acionada e esteve presente no cemitério Rincão da Madalena, onde o caso macabro foi registrado.

A polícia investiga a hipótese de necrofilia, que é o abuso sexual de cadáveres. Até o momento não há suspeitos do crime, porém, se identificado o autor deve responder pelo crime de vilipêndio de cadáver. A pena pode chegar até a três anos de prisão.

O corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal para que fosse feita a perícia.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui