Ilustração

Um caso chocante foi registrado nos últimos dias. O próprio marido da vítima forjou um assalto e a estuprou para tentar forçar um aborto. Nesta sexta-feira (27) ele foi preso pela Polícia Civil e confessou tudo.

Segundo informações, o homem relatou que não aceitava a gestação da esposa, de 26 anos, que está grávida de 10 semanas.

O crime

Na terça-feira (24) a mulher, o marido e o filho de 8 anos saíam da casa da sogra dela quando um homem mascarado e armado os abordou e rendeu a família.

O suposto assaltante cobriu o rosto da mulher e da criança e mandou o marido dela ir dirigindo até que pararam em um terreno. No local a mulher foi estuprada. O ladrão ainda levou 500 reais.

Após o crime, a mulher foi até a Santa Casa onde foi atendida. Funcionários acionaram a Polícia Civil. Até o momento não havia desconfiança de que o marido fazia parte do crime. Um inquérito foi aberto para investigar o caso e um suspeito foi identificado.

Quando identificado, em conversa com os policiais, o indivíduo relatou que teria participado do assalto mas que foi procurado pelo marido da vítima que queria interromper a gravidez dela. Os dois simularam o assalto e levaram ela até o terreno onde inseriram pílulas abortivas na vagina dela. O marido dela teria com uma camisinha na mão e inserido a mão para colocar as pílulas mais fundo na vagina dela o que acabou lesionando bastante a vítima.

Após isso a polícia conversou com o marido que confessou o crime.

A dupla foi presa e por se tratar de um crime doloso, os dois deverão ser levados a júri popular.

A mulher permanece internada na Santa Casa e seu estado de saúde é estável.

O caso foi registrado em São Joaquim da Barra, São Paulo.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui