Pixabay
Na tarde de segunda-feira (25) uma mulher de 30 anos foi presa depois de confessar que matou a própria filha, uma menina de 2 anos de idade, asfixiada. O caso foi registrado em Capelinha, no Vale do Jequitinhonha.
De acordo com informações da Polícia Militar, a mulher após matar a criança acionou a polícia informando que a menina teria se engasgado com leite e que teria morrido, porém depois ela confessou que matou a criança.
Policiais que atenderam o caso relataram que encontraram no lixo várias partes do cabelo da criança coladas em fita adesiva, desconfiados da mulher, eles acionaram a Polícia Civil para quem a mulher confessou o crime bárbaro.
Ela relatou que estava estressada com o choro da menina e que para fazer ela parar ela amarrou a menina com a fita adesiva, deu remédio para a criança apagar, colocou uma meia na boca da menina para que ela parasse de chorar e saiu para comprar mais fita adesiva, deixando a criança sozinha. Quando retornou a menina já estaria morta. Segundo o relato dela ela tentou reanimar a criança mas não teve sucesso.
Ela ainda relatou que pretendia matar a outra filha, de 1 ano, e depois se matar.
O pai das crianças não estava em casa no momento.
A mãe foi presa em flagrante e encaminhada para uma delegacia. A outra filha foi levada para o Conselho Tutelar onde permanece sob guarda do conselho.

 

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui