PMPR Siate
(Foto: Ilustrativa)

Neste domingo (09) uma jovem de 22 anos foi encontrada morta dentro de casa no Distrito Federal.

O seu assassino, seria o namorado dela, de 23 anos, que bateu nela com um taco de beisebol. A jovem foi encontrada morta por volta de 11h da manhã deitada em uma cama.

No início da noite o homem foi localizado pela PM durante a noite e foi preso. O caso é tratado como feminicídio.

Segundo o delegado que investiga o caso, o namorado já tinha sido denunciado cinco vezes por violência doméstica contra a vítima. Ele foi preso em 5 de abril e estava com tornozeleira eletrônica. Na ocasião, ele foi preso por lesão corporal, injúria, ameaça e dano qualificado, na audiência de custódia ele foi solto com uso de tornozeleira eletrônica.

Testemunhas ouviram durante a madrugada do assassinato, a moça gritando “Para, para, para de me bater, deixe eu ir”. A PM foi acionada e foi até o local, onde a mãe do assassino relatou que nada estranho estava acontecendo em casa, mesmo com os policiais insistindo. Ainda no registro da polícia, testemunhas relatam que o assassino, a mãe e um irmão dele sentaram na calçada em frente a casa e discutiram sobre o que fariam. “O autor afirmava: ‘Mãe, ela está morta, eu matei ela, eu não quero ir preso'”, segundo o boletim.

Por volta de 10h30 da manhã o Corpo de Bombeiros foi acionado e localizou a jovem já sem vida. O namorado já tinha fugido do local.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui