Foi identificado o criminoso morto durante um assalto na manhã desta quarta-feira (28), no bairro Xaxim em Curitiba. Osmar Felipe Canha, 27 anos, foi atingido por um disparo efetuado pela vítima do assalto e morreu após correr pouco mais de 100 metros.

Osmar já era bem conhecido da polícia. Na madrugada de segunda-feira, 21 de janeiro de 2013, Viviana Aparecida de Oliveira Silva, 48 anos, retornava do casamento da filha e no momento que pararam em um semáforo na Rua Eduardo Sprada esquina com Avenida Juscelino Kubitschek, na Cidade Industrial de Curitiba, foram surpreendidos por bandidos armados que deram voz de assalto. Na época Osmar tinha 20 anos e armado com um revólver calibre 38 atirou em Viviana no momento que ela se preparava para descer do carro. Ela foi socorrida em parada cardíaca, mas não resistiu ao ferimento e morreu na ambulância.

Rosan Luiz Silva, marido da vítima inconsolável com a morte da esposa. (Foto: Arquivo/Plantão 190)

Rosan Luiz Silva, marido de Viviana estava inconsolável. Ele relatou que o sonho da esposa era ver a filha casa e que era um dia feliz para todos, que acabou com essa tragédia.

Após a tragédia, a polícia montou uma força tarefa e iniciou uma caçada aos criminosos envolvidos na morte. No dia 21 de fevereiro de 2013, ele foi preso pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos no bairro Capão da Imbuia, quando estava na casa de uma amiga. Ele negou o crime, mas confessou ser o dono da arma usada para matar Viviana.

Osmar Felipe Canha quando foi preso em 2013
Osmar Felipe Canha quando foi preso em 2013

Na manhã desta quarta-feira (28), Osmar ao lado de um comparsa, estava armado e por volta das 9h30, no bairro Alto Boqueirão, realizaram o roubo de um carro. Não demorou muito e a dupla trocou de roupa e voltou agir, desta vez no bairro Xaxim. Osmar e seu comparsa deram voz de assalto a duas mulheres e um homem que estava em um Toyota Yaris. O homem desceu do carro, se abrigou atrás de um poste e abriu fogo contra Osmar e seu comparsa. Osmar conseguiu correr por 100 metros, onde caiu e morreu antes da chegada do socorro. O comparsa pegou a arma que estava com Osmar e fugiu a pé. Veja o vídeo:

Um terceiro envolvido que estava na cobertura em um veículo Kangoo foi encontrado e detido pela polícia.

Já o atirador, um idoso, foi preso pela polícia e precisou ser encaminhado para o hospital pois estava passando mal.

Até o momento não se sabe porque Osmar estava solto após ter participado diretamente de um latrocínio. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui