Criminosos em um utilitário Hyundai Santa Fé fortemente armados, assassinaram com vários tiros o policial militar Bruno Felipe Monteiro Prado, 32 anos, na noite desta segunda-feira (14), na zona Norte de Londrina, no norte do Paraná.

O policial estava em uma motocicleta e foi surpreendido pelo bando na Avenida Curitiba próximo da rotatória da Rodovia Carlos João Strass. Os criminosos utilizaram armas de calibre .40 e 9mm e efetuaram dezenas de disparos que atingiram as costas do policial. Uma mulher e um adolescente que passavam no momento dos disparos foram feridos pelos criminosos.

Socorristas do Siate foram acionados, mas o policial militar não resistiu aos aproximadamente 10 disparos que o atingiram. A mulher e o adolescente feridos foram diretamente ao Hospital Zona Norte. Até o momento o estado de saúde deles não foi divulgado.

De acordo com informações repassadas pela polícia, o veículo utilizado pelo bando após o atentado foi abandonado e incendiado no Jardim Flores do Campo.

A Polícia Militar realiza buscas na cidade, mas até o momento os marginais não foram identificados.

O policial militar Bruno estava desarmado, pois não chegou a concluir o curso de formação de soldados, pois estava aguardando para realizar um transplante. Neste tempo, ele estaria estagiando na 4ª Companhia Independente da Polícia Militar. Vários amigos relataram que Bruno era um soldado exemplar e não havia nada que desabonasse sua conduta.

Quem tiver informações sobre o paradeiro dos criminosos pode denunciar anonimamente no número 181.

Nota oficial da Polícia Militar

O comando e os policiais militares da 4° CIPM lamentam a morte do policial militar, Soldado Bruno Felipe Monteiro do Prado, que foi covardemente assassinado na noite desta segunda-feira(14).

O policial foi alvo de diversos disparos de arma de fogo realizados por bandidos que o seguiram na via pública.
Nós nos solidarizamos com a dor da família e lamentamos o triste episódio.

A família 4° CIPM une-se a família enlutada neste momento de profunda dor, na certeza de que Deus, com sua infinita misericórdia, há de mostrar o caminho do alento e conformação.

Buscamos a justiça e estamos diligenciando para a identificação e a prisão de todos os criminosos envolvidos neste crime.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui