(Foto: Pixabay)

O melhor presente para a família neste fim de ano é ficar em casa. Mas, quem precisa viajar deve redobrar os cuidados básicos, especialmente quando retornar. Neste caso, um isolamento mínimo de sete dias ajuda a reduzir os riscos de transmitir o novo coronavírus aos entes queridos.

O alerta é da Secretaria Municipal de Saúde, e vale para qualquer pessoa que retornar de uma viagem, seja de carro, de ônibus ou de avião.

“Além do uso de máscara e higiene frequente das mãos, quem for circular nesse fim de ano não precisa voltar e ir correndo abraçar avós, pai e mãe, amigos. Espere um pouco e fique atento aos sintomas”, fala Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.

Nestes sete dias de isolamento a pessoa deve ficar atenta aos sintomas respiratórios como tosse, sinusite, dor de garganta, febre. Caso nesse período tenha qualquer um desses sinais, ligue para a Central de Teleatendimento (3350-9000) que a equipe da Secretaria Municipal da Saúde passará todas as recomendações.

A Central de Teleatendimento da Prefeitura de Curitiba funcionará normalmente, se segunda a segunda, das 8h às 20h.

Nova linhagem

O isolamento mínimo é ainda mais importante para viajantes do exterior, especialmente da Inglaterra, que chegaram à cidade nos últimos dias. Casos essas pessoas apresentem sintomas respiratórios, a recomendação também é ligar para a Central 3350-9000.

A preocupação da Secretaria Municipal da Saúde é em razão da nova variante do SARS-Cov 2, com maior potencial de transmissão deste novo coronavírus, divulgado pelas autoridades britânicas neste último fim de semana.

“A preocupação principal é evitar a transmissão dessa nova linhagem na cidade, e para isso precisamos saber onde estão essas pessoas que chegaram da Inglaterra nos últimos 20 dias, sejam moradores da cidade ou visitantes”, explica Marion Burger, infectologista da Secretaria Municipal de Saúde.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui