A partir desta quarta-feira (24/3), o site da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba passa a exibir fotos e informações dos animais resgatados e disponíveis para adoção na cidade.A plataforma reforça o serviço da Rede de Proteção, que já divulga os pets para adoção pelas redes sociais e pelo WhatsApp.

No site, além dos animais do Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar), do município, protetores de animais e ONGs ligadas à causa também poderão disponibilizar os pets que estiverem sob seus cuidados para adoção.

“Especialmente nesse momento de pandemia, em que temos que interromper os serviços presenciais, a nova funcionalidade do site ajuda bastante”, avalia o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria do Meio Ambiente, Edson Evaristo.

Com a área, além de conhecer os animais, será possível agendar a visita e demais trâmites de adoção. O atendimento no Crar está sujeito ao fim das medidas restritivas da bandeira vermelha em Curitiba.

Perdidos e encontrados

Outra funcionalidade nova no site é a possibilidade de anunciar pets encontrados e perdidos na cidade. Todo cidadão cadastrado no e-cidadão vai poder incluir as informações e facilitar que os animais sejam localizados pelos seus tutores.

Será necessária a atualização cadastral dos usuários e o recadastramento de ONGs e comerciantes, devido à integração dos dados com o portal e-cidadão, uma vez que a atualização já contempla as adequações exigidas pela Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

O site traz também um painel atualizado em tempo real do número de castrações viabilizadas pela Rede de Proteção Animal no ano corrente, buscando instituir maior transparência ao Programa Municipal de Castração de Cães e Gatos.

Melhorias

É a segunda etapa de melhorias no site, com apoio da SMAP-TI, que dá acesso aos serviços prestados pelo município aos tutores e protetores de cães e gatos da cidade. A primeira reformulação total foi finalizada e entregue em agosto de 2019 e teve como maior mudança o agendamento online das castrações gratuitas.

Em razão da transição das plataformas, podem ocorrer algumas instabilidades nos primeiros dias. Em caso de dúvidas ou problemas, o cidadão pode entrar em contato com a Rede pelo telefone (41) 3350-8933 ou pela Central 156.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui