(Foto Ilustrativa: Ivan Bueno/SMCS)

Cerca de 80 pessoas que estavam promovendo aglomeração na Praça Tiradentes, no Centro, foram dispersadas por guardas municipais do Grupo de Pronto Emprego Operacional (GPEO), na tarde desta sexta-feira (11).

De acordo com a equipe que atendeu a ocorrência, desse total de 80 pessoas que estavam na praça, em torno de 20 a 30 delas participavam de um amigo-secreto. O público era prioritariamente feminino, com algumas crianças pequenas.

A aglomeração contraria o decreto municipal nº 1.640/2020, que dispõe sobre medidas restritivas para o enfrentamento da emergência em saúde pública, de acordo com o quadro epidêmico da covid-19 e a situação de Risco Médio de Alerta – Bandeira Laranja, conforme Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social de Curitiba.

Pelo documento, estão suspensos “eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros corporativos presenciais, que envolvam contato físico e causem aglomerações com grupos de mais de dez pessoas, excluídas da contagem crianças de até quatorze anos, em espaços de uso público ou de uso coletivo, localizados em bens públicos ou privados”.

Tão logo perceberam as pessoas reunidas, os guardas pararam o módulo móvel com áudio de orientação sobre medidas para inibir a disseminação da covid-19. Apesar disso, os guardas contam que foram poucas as que saíram do local nesse momento. Em seguida, a equipe conversou com quem estava na praça para pedir para se retirarem e a orientação foi obedecida.

Orientações por toda a cidade

Desde o início da pandemia, a Guarda Municipal fez cerca de 330 mil orientações à população em 21,8 mil locais para se evitar aglomerações, sobre a necessidade de se manter distanciamento social e da obrigatoriedade do uso de máscara de proteção.

Além de avisos sonoros nas viaturas, as equipes percorrem parques, praças, canchas, terminais de ônibus, ruas e comércios, nos mais diversos pontos da cidade. Ainda, é prestado  apoio nas fiscalizações desenvolvidas por fiscais do Urbanismo e agentes da Vigilância Sanitária.

Fiscalizações

Durante as ações de fiscalização realizadas nas noites de quarta (9/12) e de quinta-feira (10/12), foram realizadas 25 vistorias, em diferentes bairros da cidade, para coibir excessos e verificar o cumprimento do decreto 1.640/2020.

Nove estabelecimentos foram interditados: um hotel/ motel (Centro), dois bares e lanchonete (Centro), um bar e lanchonete (São Francisco), bar, lanchonete e tabacaria (Capão da Imbuia). Também tiveram as atividades paralisadas uma lanchonete no Centro Cívico, uma no Boa Vista e outra no Pilarzinho, além de uma pizzaria no Pilarzinho.

Entre os locais interditados dois estabelecimentos receberam notificação por Comércio Irregular. Outros 14 estabelecimentos que haviam sido denunciados pela população estavam sem atividades (fechados) no momento da fiscalização.

Participaram das fiscalizações equipes da Secretaria Municipal do Urbanismo, Guarda Municipal e Polícia Militar.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui