(Foto: PCPR/Divulgação)

Um investigador da Polícia Civil do Paraná foi assassinado a tiros no início da madrugada deste domingo (6), na delegacia de Paranavaí, no noroeste do estado.

Osafa Pereira da Cruz, 41 anos, estava de plantão na delegacia e no momento do crime, estaria liberando um homem que havia sido conduzido até a delegacia por porte de uma pequena porção de drogas. O detido de 38 anos identificado por Genivaldo Peixoto da Silva, teria assinado um termo circunstanciado pelo porte de drogas e ficou algumas horas na delegacia.

Ainda não se sabe ao certo o que aconteceu, já que não houve testemunhas oculares do fato. Foram ouvidos disparos e na sequência encontraram o policial já sem vida caído na delegacia com vários disparos e Genivaldo com um disparo na cabeça. Ao lado do corpo de Genivaldo estava a arma do policial civil.

Uma das hipóteses é de que o Genivaldo teria tentado roubar a arma do policial que teria reagido e acabou sendo baleado várias vezes pela própria arma que acabou sendo pega pelo criminoso. Na sequencia, percebendo o que havia acabado de fazer, o criminoso disparou contra a própria cabeça.

Equipes do Siate e Samu foram até o local, mas nem o policial civil nem o criminoso resistiram ao ferimentos.

Osafa estava na Polícia Civil há 12 anos, era casado e pai de dois filhos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui